sábado, 11 de junho de 2011

DIREITO DO CONSUMIDOR: Loja Virtual pode ter vendas proibidas em todo o Brasil e ter que pagar multa de R$: 3 Milhões por estar em atraso com suas entregas.




Quem nunca comprou  um produto pela internet e ao invés de entregar no tempo estipulado leva mais tempo do que se espera, e somos obrigados a esperar e sempre a empresa coloca a culpa nos Correios.

Pois bem a Americanas.com loja virtual pertencente ao grupo  B2W, poderá ter que pagar uma multa que pode chegar a R$3 milhões de Reais, podendo até ter a suas vendas suspensa no país por não estar cumprindo com as entrega em dia está informação foi dada pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), este órgão é ligado ao Mistério da Justiça.

Segundo o DPDC, e empresa   tem dez dias corridos, a partir do recebimento da notificação enviada nesta quinta-feira pelo departamento, para prestar esclarecimentos sobre os atrasos. 

Se os esclarecimentos não forem suficientes, abriremos um processo administrativo no DPDC. A empresa está sujeita a várias sanções, conforme o código de defesa do consumidor, que vão da suspensão das vendas do site no País à multa em até R$ 3 milhões.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) determinou no início deste mês o bloqueio de R$ 860 mil das contas bancárias da Americanas.com, a pedido do Ministério Público do Estado.

A decisão, publicada no Diário Oficial do Rio de Janeiro dia 7 de junho, foi tomada depois que o órgão apresentou novos documentos que denunciavam o descumprimento, por parte da loja virtual, de uma liminar que suspendia as vendas para os consumidores do Estado do Rio até que fossem regularizadas as entregas em atraso. Segundo a assessoria de imprensa do TJRJ, a B2W ainda está dentro do prazo para solicitação de recurso desta decisão. Até o momento, a empresa não se pronunciou sobre o assunto. 

No Brasil apesar de termos um Código para defender o consumidor e o PROCON, infelizmente aplicabilidade é muito precária desses órgãos de defesa, aquela famosa frase que antigamente se fazia presente nos estabelecimentos hoje não é bem assim que funciona “o freguês sempre tem razão”.

Na realidade o consumidor não quer ter sempre razão, mas sim ser bem atendido e quando houver algum problema telo sanado o mais rápido possível.

O que interessa para essas empresas é simplesmente o lucro e nada mais, não somos vistos como consumidores e sim como coisas que consomem.

Há alguns meses atrás vi uma reportagem na TV  se não me falha a memória salvo engano no Fantástico da Rede Globo de Televisão onde uma repórter entrava na loja de roupas e colocava uma roupa totalmente desproporcional para seu corpo e mesmo a vendedora vendo que aquela roupa não estava adequada dizia que tinha ficado lindo.

Este caso fica claro que eles “empresa” só querem saber do lucro, não estão preocupados com a qualidade dos produtos e muito menos com a satisfação do consumidor.
 fontes: 
  bonde.com.br
 Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC)
  Ariel R. do Vale    11/06/2011


Nenhum comentário:

FUTEBOL RESULTADOS

Terra - RSS - Terra Brasil ultimas noticias

O GLOBO - Ultimas noticias